| Mapa do Site |

artigos

COACH22 – estratégia em desempenho

O nome COACH22 é uma analogia ao Romance de Joseph Heller Catch22, (Ardil 22), ficção satírico-histórico, publicado originalmente em 1961, situado durante os estágios finais da Segunda Guerra Mundial e sempre citado como uma das maiores obras literárias do século XX.

A trama gira em torno de pilotos em missões perigosas, com possibilidade de morte, e que, por isso mesmo devem concordar aceitando o perigo. Os pilotos na tentativa de evitar o risco passam a desenvolver contra-argumentos de escape e ao mesmo tempo em que seus superiores reagem criando novos argumentos, para desmanchar as tentativas de escape e seguir a missão.

Devido a seu uso específico no livro, a frase "Catch-22" passou a ter um significado idiomático para uma situação sem saída, uma armadilha. No livro, "Catch-22" é uma lei militar, a lógica autocontraditória circular que, por exemplo, previne que alguém tente fugir das missões de combate.

Aqui aparece a genialidade de Heller com sua trama circular e repetitiva dos jogos de poder e de suas artimanhas, que podem aparecer em qualquer organização. Assim também o é no mundo corporativo, acadêmico, governamental, etc... Onde há um conjunto de regras e crenças, que podem ser tomadas como verdades absolutas e vista em algum momento como definitiva, mas que em virtude da dinâmica dos fatos e de novos interesses acaba por sofrer ajustes, modificados e alterados, negociados e atenuados de situações que se alternam como uma báscula o foco da dinâmica, nesse exemplo, entre os pilotos e seus superiores.

Heller arquiteta uma saída para o mais fraco na estrutura de poder: Quando se está diante de uma artimanha somente podemos nos defender. E aqui ele mostra sua força, na habilidade de defesa de seu protagonista perceptivo, criativo e que contamina seus colegas. Vitória do mais fraco em poder, mas astuto e corajoso diante das complexidades. Dá certo alívio, não é mesmo?

Assim também o é nas empresas e organizações, como nos defender? Como entender rapidamente as artimanhas políticas e escapar delas?

Nossa proposta é de uma reflexão pessoal que percebe e aprofundada os elementos que compõem as circunstancias e os fatos dentro dos ambientes, para então desenhar soluções ou escolhas em acordo ao nosso desejo, a nossa satisfação, a partir de elaboração pessoal, que fique mais em linha tanto com a necessidade do ambiente como com o bem estar pessoal.

Uma proposta para avaliar dados, analisar fatos e definir as escolhas, sem que deixe a sensação de prisioneiro de uma trama ardilosa.

A COACH22 propõe esse espaço de reflexão, para aqueles que possuem o interesse em avaliar e repensar as escolhas de atitudes, de carreira, de network e de comportamentos, que podem ser modificados, ou não, mas que podem sobretudo ser melhor entendido ao se reafirmar critérios das escolhas feitas, para modificá-las ou para ficar tranqüilo com as decisões.

O Coaching possui esse eixo: Entender um pouco mais os ambientes organizacionais, as escolhas feitas e a tomada de decisão para avaliar com mais tranqüilidade as decisões que serão definidas, levando-se em conta a satisfação pessoal e as possibilidades existentes.

Catch 22 nas próprias palavras de Heller:

"Só havia um ardil e este era o Ardil 22, que dizia que a preocupação com a própria segurança, em face de perigos reais e imediatos, era o processo de uma mente racional. Orr estava doido e podia ter baixa. Tudo o que ele tinha a fazer era pedir. Mas, assim que pedisse, não estaria mais doido e teria que voar em novas missões. Orr seria doido se voasse em novas missões e são se não o fizesse. Mas se estivesse são, teria que voar novamente em missões de combate. Se voasse, então estaria doido e não teria que fazê-lo. Mas, se ele não quisesse fazê-lo, então estaria são e teria que fazê-lo."

Heller, Joseph. Catch-22; ('Ardil-22'- Brasil). Ed. Simon & Schuster, USA, 1941.

© 2019 - Coach 22 - Estratégia em Desempenho
Pacote Web Site 1.0 - Customizado
Web Designer Uiliam Cruz